Posso comer fora de casa?

Posso comer fora de casa?

A quimioterapia ou irradiação em altas doses podem agredir a medula óssea interferindo em sua capacidade de produção de células sanguíneas

Posso comer fora de casa?

A quimioterapia ou irradiação em altas doses podem agredir a medula óssea interferindo em sua capacidade de produção de células sanguíneas, entre elas os leucócitos (glóbulos brancos).

Os leucócitos participam de nosso sistema imunológico e ajudam o organismo a se proteger contra agentes infecciosos. Quando a contagem de leucócitos no sangue, que é obtida através de hemograma, está abaixo de 1500/mm³, sua capacidade de atuar na defesa fica prejudicada, o sistema imune enfraquece e o corpo fica mais vulnerável a infecções causadas por vírus, bactérias e fungos.

Em períodos de imunidade baixa, seu médico ou enfermeiro o aconselharão a uma série de medidas preventivas. Entre elas, o cuidado com a higiene e segurança alimentar são fundamentais para evitar infecções. Nestes períodos procure não comer fora de casa. Caso seja necessário, evite restaurantes onde a comida fica exposta em balcões por longos períodos de tempo. Ao escolher sua refeição ou lanche fora de casa, não consuma:

  1. Carnes, frango, peixe crus ou mal cozidos;
  2. Ovos moles ou preparações com ovo cru
  3. Leite não pasteurizado e queijos envelhecidos
  4. Verduras, legumes crus e saladas de buffet
  5. Frutas cruas e sucos naturais
  6. Sorvetes de buffet
  7. Bolos e massas recheadas fora de refrigeração
  8. Salgados de lanchonetes

Importante ressaltar que verduras, legumes e frutas cruas são fontes importantes de vitaminas e sais minerais e em casa, desde que higienizados de forma adequada podem ser consumidos com segurança. Basta você seguir os seguintes passos:

  1. Selecione as frutas, verduras e legumes que serão utilizados, retirando as partes deterioradas,
  2. Lave em água corrente, folha a folha, legumes e frutas um a um,
  3. Coloque 10 minutos de molho em água clorada utilizando produto adequado para este fim, consulte a embalagem (como exemplo prático de hipoclorito temos a água sanitária) e dilua na proporção de 1 colher de sopa para 1 litro de água,
  4. Enxague em água corrente, novamente folha a folha, legumes e frutas, um a um.

Caso você necessite ficar longos períodos fora de casa, uma sugestão é levar alguns lanches nutritivos na bolsa. Leve frutas higienizadas e que não precisem de refrigeração, como a maçã, banana e uvas, suplementos orais podem ser uma boa alternativa, pois não precisam de refrigeração e são boas fontes de calorias e proteínas. Converse com seu médico e nutricionista e peça orientação.

Referências:

O conteúdo deste material foi desenvolvido exclusiva e integralmente por

Nutricionista Maria Emília Fabre

Nutricionista do Centro Médico do Aparelho Digestivo

Especialista em Nutrição Parenteral e Enteral pela Braspen/SBNPE

Membro da EMTN do Centro de Pesquisas Oncológicas

 

1- Lund BM. Microbiological Food Safety and a Low -Microbial Diet to Protect Vulnerable People. Foodborne Pathogens and Disease. Vol11(6), 2014.

2- Hughes NC. Conceitos Básicos de Hematologia

3- NIH – National Cancer Institute – https://www.cancer.gov

4- Resolução nº 216/2004 ANVISA – Cartilha de Boas Práticas para Serviços de Alimentação

LEIA TAMBÉM

Benefícios da Nutrição

Há mais de meio século se reconhece que o paciente com câncer que emagrece de forma involuntária

Ver mais

Radioterapia

É outra ferramenta para o tratamento anticancer de extensa utilização, sendo isoladamente ou em combinação com cirurgia e quimioterapia.

Ver mais

Dicas de prevenção contra o coronavírus para os maiores de 60 anos

O coronavírus pode não representar uma grande ameaça para quem é jovem e tem boa saúde. Mas idosos, principalmente os que possuem doenças crônicas, podem sofrer as consequências graves da doença.

Ver mais